Skip to main content
Superlotação

Metrô SP: Superlotação

Superlotação é a maior reclamação dos usuários do Metrô e da CPTM, segundo pesquisa do Procon

Dados mostram quase 65% dos usuários acham o serviço da CPTM regular ou péssimo. E 40% dos usuários do Metrô também avaliam o serviço dessa maneira.

Superlotação:

Os dados são de uma pesquisa de satisfação feita pelo Procon-SP. Segundo o governo do estado, as linhas do Metrô e da CPTM transportam cerca de oito milhões de pessoas por dia.

Devido a superlotação, mais de 64% dos usuários da CPTM avaliam o serviço como regular (45,32%) ou péssimo (19,61%).

A satisfação do Metrô, na opinião dos usuários, é melhor que a da CPTM. Segundo a mesma pesquisa, menos de 40% consideram o serviço regular (30,84%) ou péssimo (9,02%).

A superlotação é a principal queixa de quem utiliza o transporte oferecido pela empresa e a Linha3-Vermelha é a que mais recebeu reclamações.

Assédio Sexual:

Outro problema relatado são as ocorrências de assédio sexual: 10,42% dos usuários do Metrô e da CPTM declararam que já sofreram assédio. É muito difícil.

“Quando você pega o trem lotado é impossível não encostarem em você,e você fica com muito medo”.relata uma estudante.

Leia também:

Superlotação

Outro lado:

Superlotação

Em nota, o Metrô de São Paulo informou que a Linha3-Vermelha é a linha com o menor intervalo entre trens na America Latina e que a instalação de um novo sistema de controle até 2021 vai reduzir para menos de um minuto esse intervalo. Outra medida,segundo o Metrô,é a ampliação da Linha2-Verde até a Penha. Com obras previstas para 2020, essa ampliação vai permitir uma melhor distribuição do fluxo de passageiros na Zona Leste.

A CPTM informa que nos últimos dois anos, 65 novos trens entraram em operação e que a Linha12-Safira opera com intervalos de seis minutos nos horários de pico e 10 minutos nos horários de menor movimento.

Segundo a empresa, os trens viajam com uma velocidade media de 40 km/h que é considerada de boa performece para o transporte sobre trilhos. O tempo de parada em cada estação é de cerca de 30 segundos.

Em relação ao assedio sexual, a CPTM diz que repudia todos os tipos de crime e age para coibir atitudes criminosas. A empresa também informa que realiza campanhas para incentivar as vitimas a denunciarem os agressores. A companhia informou que a equipe de segurança esta orientada a acolher a vitima e oferecer encaminhamento às delegacias de policia ou uma delegacia da mulher.

O metrô de São Paulo ira instalar câmeras que fazem reconhecimento facial, tecnologia que permite a identificação de pessoas por meio de imagens de rostos. A novidade faz parte da implantação de um novo sistema de monitoramento eletrônico para as linhas 1-azul, 2-verde e 3-vermelha.

Segurança no Metrô:

Com a nova tecnologia, alem de terem um material de melhor qualidade,haverá também a contribuição de funções de inteligência que ampliarão a identificação de situações suspeitas automaticamente.

Superlotação
Fontes:

www.metrosp.blog.br
www.g1.globo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *