Skip to main content
Estações Fantasmas

Estações Fantasmas

Estações Fantasmas

Você sabia que no Metro SP e do Rio de Janeiro existem estacoes fantasmas?

Metro SP

São Paulo tem estacoes paradas há mais de duas décadas e que nunca foram usadas.

Uma delas, junto à estação República será demolida para a implantação da linha 4. A outra, sob a Pedro 2º, virou um simples depósito e assim deve continuar por anos.

É possível espiar o lado “fantasma” da República nos fundos do primeiro nível da estação, logo após as catracas. Um tapume laranja e marrom cobre a escada que dá a acesso às três plataformas -uma central e duas laterais. Descendo esses degraus, avista-se os 50 metros da plataforma, sem acabamento e coberta pelo pó acumulado em 23 anos.
O lugar vive às escuras. Entulho, latas, placas inutilizadas e carrinhos de mão são parte da paisagem.

Na Pedro 2º, a construção abandonada é ainda mais escancarada. Está poucos metros depois das catracas, em um espaço subterrâneo de 140 metros de comprimento por 35 de largura semelhante ao em operação na estação. Lá dentro, mesas de madeira, serrotes e tapumes ocupam o espaço projetado para os passageiros.

Leia também:

 

ACESSOS FECHADOS – METRO SP

 

Coronavírus – Riscos no Metrô SP

 

Estações Fantasmas

Metro Rio

Muita gente que circula pela plataforma da estação Carioca do Metrô Rio, tanto da Linha 1 quanto da Linha 2, não tem ideia de que 15 metros abaixo está esquecida há mais de 35 anos uma estação fantasma. Trata-se de uma plataforma abandonada desde 1979, construída no nível original da Linha 2, que deveria se estender até a Praça 15.

Estações Fantasmas
foto; Luis Henrique Barroso_Arquivo pessoal

Estação Cruz Vermelha é uma estação de proposta no traçado original, mas nunca efetivada. A estação chegou a ter suas obras iniciadas em 9 de junho de 1988, segundo noticiado pelo jornal O Globo, no entanto a construção da estação foi suspensa meses depois.

 

 

 

 

 

Fique ligado para mais curiosidades!

Fonte:

http://g1.globo.com/

https://www1.folha.uol.com.br/

https://pt.wikipedia.org/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *