Skip to main content
Linha 17 - Ouro - Metro SP

Metrô SP: Linha 17 – Ouro

Linha 17 – Ouro – Metro SP

Após quatro meses de impasse, Metrô assina contrato para obras remanescentes da Linha 17- Ouro

O metrô de São Paulo assinou na tarde de 13/01/2020 contrato com a empresa Constram para retomar as obras da Linha 17-Ouro, monotrilho que vem sendo construído desde 2011.

A data de inicio das atividades ainda não foi definida. A companhia venceu a licitação com a proposta de R$494,8 milhões, após o metrô rescindir o contrato com o Consorcio Monotrilho Integração (CMI), então responsável pela construção da linha. Atualmente 86% da obra foi executada.

A Constram ficara responsável pelo acabamento do Pátio Água Espraiada e das estações:

  • Aeroporto de Congonhas
  • Jardim Aeroporto
  • Brooklin Paulista
  • Vereador Jose Diniz
  • Campo Belo
  • Vila Cordeiro
  • Chucri Zaidan
Linha 17 - Ouro - Metro SP

O monotrilho terá 7,7km de extensão e ligará o aeroporto de Congonhas à estação Morumbi, da CPTM. Também haverá ligação da linha com a estação Campo Belo, da linha 5-Lilás

Outros serviços que também cabiam ao CMI,como fabricação e fornecimento de trens e sistemas de sinalização,seguem em fase final de outra licitação.

A futura Linha 17-Ouro será uma linha de metro de São Paulo que utilizara a tecnologia metro leve, um sistema de monotrilho e será operada juntamente com a Linha 5-Lilás pela concessionária ViaMobilidade.

Essa linha ligara a Estação Morumbi, da Linha 9-Esmeralda à Estação Congonhas. Essa linha terá como principal parada o Aeroporto de Congonhas, passando também pela Linha 5-Lilás e pela Linha 9- Esmeralda. Terá uma demanda estimada e aproximada de quinze mil passageiros por hora em cada sentido

Leia também:

Linha 17 – Ouro – Metro SP

Curiosidade:

A linha fez parte do projeto que a cidade apresentou para ser sede da Copa do Mundo de Futebol de 2014. O inicio de suas operações inicialmente prometido para 2013, passou para 2014, depois para 2016, final de 2017, 2018, final de 2019 e atualmente sem prazo definido.

Estações prontas em 2020

Com a assinatura do contrato pelo Metrô, resta aguardar a ordem de serviço, quando então passara a valer a contagem do prazo de execução constante na licitação. A variedade de serviços que estão incompletos é grande o que fará com que partes sejam entregues antes e outras demorarão bastante.

As obras mais vitais, no entanto, devem ser executadas num período mais curto como é o caso das estações. Que deverão ser concluídas até o final de 2020.

A instalação de vigas-trilho no pátio Água Espraiada, por exemplo, tem 480 dias de prazo, o que significa que se estenderão até meados de 2021. De forma geral, espera-se que grande parte do trabalho seja concluído até o final do ano que vem o que é suficiente para que vias,estações e pátio estejam em condições de receber sistemas e os trens de monotrilho.

Em nota, o metrô informou que a licitação de sistemas, vencida pelo consorcio Signalling(T’Trans,Molinari e Bom Sinal) esta em fase final de licitação,mas não informou quando a companhia homologara a proposta vencedora. O Metrô não se arriscou a apontar uma data prevista para a inauguração da Linha 17-Ouro.

EMPRESTIMO

O Governo de São Paulo,pegou um empréstimo de U$ 296 milhões do Banco de Desenvolvimento da America Latina para terminar as obras do primeiro trecho do monotrilho da Linha 17-Ouro.

Linha 17 – Ouro

Linha 17 - Ouro - Metro SP

Fontes:

www.metrosp.blog.br
www.metrocptm.com.br
www.noticias.uol.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *