Skip to main content
Dia da Mulher - Metrô SP

Dia da Mulher – Metrô SP

Dia da Mulher – Metrô SP

Metrô comemora Dia da Mulher durante todo mês de março.

Dia da Mulher - Metrô SP

De rodas de conversa a apresentações musicais, ações temáticas integram a agenda gratuita oferecida pelo projeto Linha da Cultura
durante todo o mês de março.

Equidade de gênero, direito ao voto e melhores condições de trabalho. Antes mesmo do Dia Internacional da Mulher ser oficializado pela Organização das Nações Unidas,em 1975,o século XX foi marcado por diversos atos da luta pelos direitos femininos, com reivindicações que permanecem atuais.

Em apoio e homenagem às mulheres, a Linha da Cultura-projeto elaborado pelo Metrô de São Paulo desde 1986-leva uma programação especial às estações neste mês.

Considerada uma das escritoras brasileiras mais importantes do século XX, Clarice Lispector destacou-se pelo estilo único visto em obras como Laços de Familia-contemplada com o Premio Jabuti-e A Hora da Estrela. Em homenagem ao centenário de Clarice e em convite ao conhecimento dos mistérios da existência, a Estação Sé, das Linhas 1-Azul e 3-Vermelha, será palco da peça Linha da Vida: Madame Clarice lê! Durante todas as sextas-feiras do mês de março, sempre às 17h.

Ações celebram a ocupação feminina na arte do Metro de São Paulo. Encontro com a ceramista Lygia Reinach, escultora da obra Figuras, instalada na Estação Ana Rosa, das linhas 1-Azul e 2-Verde.

Caminhada Fotográfica propõe o mergulho nas obras de arte de artistas como Lygia Reinach,Odilea Toscano,Françoise Shein e Maria Bonomi,todas expostas nas estações da Linha 1-Azul.

Já para quem gosta de cinema, o documentário” O Incerto Lugar do Desejo” tem o intuito de provocar a reflexão sobre as motivações pessoais por meio das inquietações da personagem Ana Thereza e de uma serie de pensamentos de distintas figuras.O filme será exibido
gratuitamente no dia 19 de março com duas sessões nos horários das 16h30 e às 18h na Estação Luz,da Linha 1-Azul.

O Dia Internacional da Mulher é celebrado anualmente, no dia 8 de março.

Em 1975, o Dia Internacional da Mulher foi instituído, pela Organização das Nações Unidas (ONU). Atualmente, a data é comemorada em mais de 100 países-como um dia de protesto por direitos da mulher.

A ideia de criar o Dia da Mulher surgiu entre o final do século XIX e o inicio do século XX nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas feministas por melhores condições de vida e trabalho, e pelo direito de voto. Em 26 de agosto de 1910, durante a Segunda Conferencia Internacional das Mulheres Socialistas em Copenhagen, a líder socialista alemã Clara Zetkin propôs a instituição de uma celebração anual das lutas pelos direitos das mulheres trabalhadoras, sem, contudo fixar uma data especifica.

Na década de 1970, o ano de 1975 foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher e o dia 8 de março foi adotado como o Dia Internacional da Mulher, tendo como objetivo lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres, independente de divisões nacionais, étnicas, linguísticas, culturais, econômicas ou políticas.

Sobre a origem de comemoração do Dia da Mulher não há concordância absoluta diante das múltiplas manifestações de luta de
mulheres por todo o mundo.

Leia também:

Monotrilho Parado – Metro SP

Arte, Cultura e Lazer – Metro SP

Dia da Mulher – Metrô SP

Historia:

Por muitos anos, associou-se o dia 8 de março à ocorrência de grandes incêndios em fabricas, no inicio do século, quando dezenas de operarias teriam perecido. O mais conhecido desses incidentes é o incêndio na fabrica da Triangle Shirtwaist, que realmente acorreu,em 25 de março de 1911,às 5 horas da tarde, e matou 146 trabalhadores: 125 mulheres e 21 homens. A fabrica empregava 600 pessoas, em sua maioria mulheres imigrantes judias e italianas, com idade entre 13 e 23 anos. Uma das consequências da tragédia foi o  fortalecimento do Sindicato Internacional de Trabalhadores na Confecção de Roupas de Senhoras, conhecido pela sigla inglesa ILGWU.A acadêmica Eva Blay considera “ muito provável que o sacrifício das trabalhadoras da Triangle tenha se incorporado ao imaginário coletivo da luta das mulheres”,mas ressalta que “o processo de instituição de um Dia Internacional da Mulher já vinha sendo elaborado pelas socialistas americanas e europeia desde algum tempo antes e foi ratificado com a proposta de Clara Zetkin(1910- Copenhagen)

 

Dia da Mulher – Metrô SP

Fontes:

www.metrosp.blog.br
www.metro.sp.gov.br
www.wikipedia.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *